Entre 2003 e 2019, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o percentual de brasileiros acima de 20 anos com obesidade mais que dobrou.

Nesse período, a prevalência da obesidade feminina na nossa população passou de 14,5% para 30,2%, enquanto a masculina subiu de 9,6% para 22,8%.

Segundo a classificação do levantamento do IBGE, IMCs (Índice de Massa Corporal) entre 25 e 29,9 são considerados indicadores de sobrepeso, enquanto valores entre 30 e 39,9 de obesidade e, acima de 40, obesidade grave.

A edição de 2020 da Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE constata que 1 a cada 4 pessoas estão com o IMC acima de 30. O combate à obesidade passa por diversos setores da nossa sociedade. A doença é uma questão de saúde pública que deve discutida com mais profundidade entre a população.

Por isso, no blog desta semana, vamos falar da Cirurgia Bariátrica em números no Brasil.

 

Acesso à Cirurgia Bariátrica no Brasil

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), foram realizadas 49.521 cirurgias bariátricas no Brasil em 2018. O número de procedimentos no sistema público chegou a 11.402 no mesmo ano, segundo dados do DataSUS. Já a quantidade de cirurgias particulares (pagas diretamente pelo paciente) foi de 3.406, conforme a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

Com todos esses números somados, chegamos à totalidade de 63.969 cirurgias realizadas no País em 2018.

Há dois anos, o Brasil tinha uma população de 211 milhões de pessoas, das quais cerca de 42,8 milhões de portadores de obesidade (20%). Isso significa que somente 0,15% da população brasileira portadora de obesidade realizou a cirurgia.

A obesidade é o terceiro maior problema de saúde pública no Brasil. Contudo, analisando os números, percebemos que somente 0,03% da população que utiliza o SUS teve acesso e realizou a cirurgia bariátrica.

Comparando com os Estados Unidos, que têm uma população estimada de 328 milhões, o número de cirurgias bariátricas é de 252.000, segundo levantamento da Sociedade Americana de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

Precisamos caminhar rumo a um futuro em que a população brasileira tenha acesso aos tratamentos necessários para garantir sua qualidade de vida.

 

Acesso à Cirurgia Bariátrica nos Estados brasileiros

Um levantamento feito pelo especialista em Ciências da Vida e Tecnologia Médica Fabio Terracini chamou atenção para a distribuição de cirurgias bariátricas em cada Estado brasileiro no ano de 2019.

O estudo foi feito com base em informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar e do DataSUS, que disponibilizam os dados de procedimentos no ambiente privado e público.

O Estado campeão em cirurgias bariátricas no ano de 2019 foi São Paulo, com quase 20.000 procedimentos realizados. Esse número representa quase o dobro de cirurgias computadas pelo segundo colocado, o Estado do Paraná com 10.227.

O Rio Grande do Sul se encontra em oitavo lugar nessa lista. Aqui foram realizadas um total de 1.773 cirurgias bariátricas no setor público e privado de saúde. Uma curiosidade é o Estado de Roraima, onde não foi realizado nenhum procedimento no ano de 2019.

Para ver o mapa interativo com o levantamento completo por Estado, clique aqui.