Para finalizar o Outubro Rosa, o mês de prevenção do câncer de mama, com chave de ouro, eu preparei este artigo sobre a saúde da mulher. Mais especificamente, sobre a relação da saúde feminina com a obesidade.

Neste texto, serão abordados os seguintes tópicos:

  • Qual a associação entre obesidade e câncer de mama?
  • Quais cuidados mulheres acima do peso precisam ter na gravidez?
  • Dicas de saúde essenciais para mulheres.

E claro: caso você não seja mulher, compartilhe este material com as mulheres que você admira e quer ver bem.

Leia a seguir.

Câncer de mama e obesidade


O câncer de mama é a maior causa de morte por neoplasias entre as mulheres no mundo e no Brasil. A doença representa cerca de 28% dos novos casos de câncer. E, embora mais raro, homens são acometidos por cerca de 1% dos casos.

Algo que eu preciso chamar atenção é que a obesidade é um dos fatores que aumentam o risco da doença. Por isso, os cuidados mais tradicionais com a saúde, como uma alimentação balanceada e o exercício físico regular, também são formas de se prevenir do câncer de mama.

Além disso, existem outras orientações que você pode seguir para se prevenir:

 

  • Faça autoexame regularmente (na hora de trocar de roupa, no banho etc);
  • Caso identifique alguma alteração nas mamas, procure um médico;
  • Consulte um especialista pelo menos uma vez ao ano;
  • Faça mamografia uma vez ao ano.


Previna-se e ajude quem você ama a se prevenir.

Gravidez e obesidade


Falar de gravidez e obesidade é um assunto delicado. A obesidade é a condição médica mais comum entre mulheres em idade reprodutiva. E a doença pode gerar um grande impacto na saúde da gestante e do bebê.

Pensando nisso, aqui estão algumas dicas práticas para ajudar gestantes acima do peso (ou não) a adotarem hábitos mais saudáveis durante a gravidez. Confira:

Alimentação balanceada
Comer frutas, legumes e verduras diariamente e evitar frituras e ultraprocessados são a chave para um ganho de peso gradual e controlado na gravidez.

Pratique hidroginástica:
A atividade mantém em ação toda a musculatura do corpo sem causar nenhum tipo de impacto que possa comprometer o bebê.

Alongue-se
Alongamentos ajudam a manter o equilíbrio do corpo e evitam sobrecargas na coluna.

Consulte uma nutricionista, se necessário
Não faça dieta por conta própria. É recomendado procurar um especialista caso você queira ajudar para montar seu cardápio.

 

Saúde em dia


Ainda no tema do bem-estar feminino, aqui estão 5 dicas de saúde essenciais para mulheres (mas claro que muitas dessas dicas também se aplicam para homens):

1. Deixe o seu prato mais saudável e colorido
Segundo o Ministério da Saúde, um em cada cinco brasileiros está acima do peso. Por isso, é urgente que cada vez mais brasileiras adotem mudanças de hábito duradouras. Tente incluir mais verduras, legumes e frutas no seu prato.

2. Inclua uma atividade física na sua rotina
A OMS recomenda 150 minutos de algum tipo de atividade física por semana. Ou seja, 30 minutos de algum tipo de exercício, cinco vezes por semana, já são suficientes. Procure a atividade que tem mais a ver com você.

3. Procure dormir melhor
De acordo com a Associação Brasileira do Sono, 36,5% dos brasileiros sofrem com insônia. Uma dica para melhorar a qualidade do seu sono é ficar longe das telas do celular e da TV antes de dormir. Além disso, faça refeições leves à noite.

4. Realize exames de rotina
A melhor forma de se prevenir contra doenças, como o câncer de mama ou até a obesidade, é fazendo consultas regulares com médicos especialistas. A mamografia anual é indicada para mulheres acima de 40 anos.

5. Escolha o melhor método contraceptivo para você
Escolher o método contraceptivo que melhor se adapta à sua rotina é uma das formas de se prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. Consulte uma ginecologista para que ela indique a melhor opção para você.

Cuide da sua saúde com um especialista. Entre em contato comigo pelo e-mail contato@drdallegrave.com.br