A cirurgia bariátrica é indicada para pessoas que sofrem com excesso de gordura e doenças associadas. Podem ser sintomas da obesidade: limitação de movimentos, cansaço, compulsão alimentar e dores nas pernas e na coluna.

A causa da doença pode estar relacionada a problemas hereditários, distúrbios alimentares e sedentarismo.

Neste blog, vamos discutir o perfil dos pacientes aptos a realizar a cirurgia bariátrica. Confira!

Índice de Massa Corporal (IMC)

Para diagnosticá-la, o médico determina o Índice de Massa Corporal (IMC) do paciente, que é calculado pela divisão do peso (em kg) pela altura ao quadrado (em metros). O IMC indica a faixa de peso do paciente e se há algum risco à saúde.

A seguir, saiba como identificar se você está fora do seu perfil ideal:

Ex.:Carlos tem 83 kg e 1,75 m de altura. Logo, altura x altura (1,75 x 1,75) = 3.0625. Calculando o IMC, temos: 83/3,0625 =27,10.

Agora, veja o que esse número diz sobre seu peso:

● Menos de 18,5: você está abaixo do peso;

Entre 18,5 e 24,9: seu peso está normal;

Entre 25 e 29,9: sobrepeso;

Entre 30 e 34,9: obesidade leve;

Entre 35 e 39,9: obesidade moderada;

Mais de 40: obesidade severa.

Indicação para a cirurgia bariátrica

Em casos em que o IMC é igual ou maior que 40, a cirurgia bariátrica é realizada para diminuir o estômago do paciente e aumentar sua saciedade nas refeições. O procedimento ainda é recomendado para pessoas com IMC igual ou maior que 35 e, pelo menos, duas comorbidades agravadas pela obesidade - como diabetes, hipertensão, dislipidemia e apneia do sono.

A avaliação ainda inclui exames de sangue, ecografia abdominal e endoscopia digestiva, que buscam avaliar a saúde do paciente. Esta fase é extremamente importante no tratamento, pois ajuda a preparar o corpo para as futuras transformações promovidas pela operação.